Quais exames são necessários após a menopausa?

Quais exames são necessários após a menopausa?

Acompanhamento médico é essencial
É rotina na vida da mulher realizar ao menos uma consulta ginecológica ao ano. O acompanhamento é essencial para dar check na saúde, mas depois que a menopausa chega, com a divisão entre a fase reprodutiva da mulher, pode haver confusão sobre a periodicidade dos exames e quais são importantes. É claro que cada mulher conversará diretamente com seu médico (a) para alinhar os exames, mas vamos citar abaixo alguns importantes:

Exames de sangue: Para análise do colesterol, triglicerídeos, função renal e dosagem de hormônios da tireoide. Apenas com esses resultados é possível recomendar intervalos nas repetições de consultas/exames. Bem como analisar o que é necessário para a paciente.

Papanicolau: O exame preventivo é recomendado pelo Ministério da Saúde até os 65 anos de idade, e a Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo) recomenda até os 70 anos. Ou seja, mesmo após a menopausa, precisa continuar com o acompanhamento.

Exames clínicos: O médico pode fazer análise clínica das mamas, exame especular e exame de toque para verificar se está tudo bem, ou se há alguma anormalidade mamária ou pélvica.

Densintometria óssea: Ajuda no diagnóstico de osteoporose e de baixa densidade óssea (osteopenia). Quando não há identificação de riscos, a mulher recebe indicação a partir dos 65 anos, caso tenha riscos, provavelmente o médico faça pedido antecipado. Em caso de menopausa precoce, o primeiro exame deve ser feito aos 50 anos.

Esses são alguns dos exames que costumam ser solicitados. Em todo caso, você deve buscar seu ginecologista e fazer acompanhamento médico.

Fonte: Eko’7 Saúde

Deixe um comentário.

Faça login com seu e-mail.